quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

HISTÓRIA DO ROCK BRASILEIRO OCULTA 2: Raul Seixas


“John Lennon esteve em Itapira”, afirma historiador britânico em biografia não-autorizada


Buemba! O historiador britânico Johann Liennob Sá, afirmou em sua biografia não autorizada “Lennon: untold stories” (algo coo Lennon: histórias não contadas, em tradução livre), que o líder dos Beatles esteve em Itapira em 1979, um ano antes de ser assassinado por um fã.

De acordo com o historiador, John Lennon passava por momentos difícies e resolveu vir ao Brasil. Ao chegar ao país, o rock star teria se encontrado com Raul Seixas em São Paulo, que passou a ser seu guia em terras tupiniquins.


Descreve a biografia (trecho traduzido):

“O roqueiro brasileiro Raul Seixas disse a Lennon que ele precisava conhecer algumas terras que havia comprado, junto com o escritor e antigo parceiro Paulo Coelho, em São Thomé das Letras, uma cidadezinha pacata e esotérica no sul do Estado de Minas Gerais.

Lá, Raul Seixas pretendia instalar o que chamava de Cidade das Estrelas, onde todos viveriam sob uma Sociedade Alternativa. Como Lennon tinha um projeto parecido, chamado de New Utopian, ele topou na hora.

Os dois então partiram a pé pela então recém-inaugurada Rodovia dos Bandeirantes, atingindo assim o interior paulista (…)

O historiador conta várias passagens dos músicos nessa aventura. Segundo a biografia, em determinado momento os dois chegam à Itapira, última cidade do Estado de São Paulo, para enfim entrarem em Minas Gerais. É aí que a coisa fica ainda mais interessante:


“Seixas e Lennon estavam cansados, com fome, sede e frio. Ao entrar em Itapira, pararam em um posto onde existia, na época, uma lanchonete muito badalada. Lá, tocaram seus violões para ganhar cachaça e coxinha. O dono do boteco gostou dos caras, e os levou para um hotel meia-boca no centro da cidade. Lá, Raul e John dormiram, e no dia seguinte, retomaram sua peregrinação sentido à Cidade das Estrelas.”

Segundo o historiador, os dois, ao chegaram à cidade mineira de Jacutinga, pararam para almoçar em um restaurante anexo a posto de gasolina. Ao lado, funcionava uma boate, onde fizeram um show. Como pagamento, o dono do puteiro da boate deu-lhes um fusquinha 1969.

A biografia explica ainda que os dois estavam bastante diferentes do habitual, o que sugere uma estratégia para não serem reconhecidos pelos fãs: Lennon usava bigode, cavanhaque e vestia um terno preto e empoeirado pela estrada. Seixas estava com a barba feita, usava um óculos redondinho de fundo de garrafa e vestia bermuda e camiseta social.

O livro está à venda nos EUA, pelo preço de US$ 69,90, e pode ser encontrada no site da Amazon. A obra não descreve como foi o restante da aventura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário